Michael Moore – SiCKO


sicko2222.jpg

Vocês devem ter ouvido falar que Michael Moore está tentando lançar seu novo documentário nos EUA, chamado SiCKO, que participou do festival de Cannes.
Tentando porque o governo de George Bush lhe exigiu explicações, após ter violado o bloqueio a Cuba para filmar parte do documentário na ilha.
São quinze minutos do documentário filmado em Cuba sem autorização do governo do Bushinho e sendo ilegal para os americanos viajar para Cuba.
Dizem que o cineasta guardou uma cópia no Canadá para proteger-se de possíveis confiscações por parte da polícia.
Acontece que o documentário já está disponível para download na rede BitTorrent, claro.
Não ficaria surpreso se Michael Moore e sua turma já imaginassem, que talvez, não pegando a autorização para ir para Cuba, o governo pegaria no seu pé na hora de lançar o documentário. E isso não é ruim, é bom. Estamos falando do Michael Moore.
Quem é que lançou a notícia que ele guardou uma cópia no Canadá? Para que? Estamos em 2007, na era da internet. Só ele tinha uma cópia do filme?
Menos surpreso ainda eu ficaria se o próprio Michael Moore jogasse seu filme na rede.
Se não foi…Poderia funcionar como uma estratégia de lançamento, levando em conta que o target do Michael Moore não são os malucos de direita do Texas.
O filme denuncia a máfia da indústria farmacêutica, dos planos de saúde e do sistema de assistência médica nos Estados Unidos.
Michael Moore definiu seu documentário como “uma comédia sobre as quase 45 milhões de pessoas sem sistema de saúde no país mais rico do mundo”, segundo a agência AFP (repare que agora ele faz questão de revelar a fonte das estatísticas).
Para ele, o filme serve para “incitar os americanos a agir”.
Sempre gostei do Michael Moore por causa dessas duas razões. A comédia, e a maneira que ele faz para tentar mobilizar as pessoas. Mas com certeza o que me levou até seus trabalhos foram os temas. Seus trabalhos quase como um manifesto.
Apesar de concordar com alguns que dizem que seus trabalhos esbarram na questão da ética.
Com manipulações de imagens, estatísticas e chantagem emocional.
Concordo mas não fico em cima do muro. Gosto de seus trabalhos e acabei lendo todos seus livros e vendo todos seus filmes.
Só concordo com essas críticas porque sei que Moore sabe, como ninguém, explorar o cinema como ferramenta de promoção em todos os seus estágios, inclusive o lançamento.
Também quando foi lançar seu outro filme, o Fahrenheit, poucos dias antes do começo de Cannes, o filme se tornou centro absoluto das atenções quando a Disney anunciou que vetaria sua distribuição nos Estados Unidos pela produtora Miramax, da qual é sócia majoritária.
Fahrenheit ocupou as manchetes até o dia de sua exibição oficial, quando foi aplaudido durante 25 minutos.
Falem o que quiser, tem coisas geniais que vem desse cara.
Adoro essa animação de um de seus filmes que é uma breve história da violência e do racismo nos EUA:

Também sempre fui fã do Rage Against the Machine que fez esse vídeo lendário, produzido por Michael Moore, gravado na frente da bolsa de valores americana, onde ele acaba preso pela polícia:

Gostaria que mesmo com todas as criticas e especulações (com temas assim quem não sofreria criticas?) existissem mais coisas assim aqui no Brasil.
Vídeo bônus: Michael Moore no Family Guy.

barra.jpg

Anúncios

1 comentário

Arquivado em * Diversos, * Vídeos, * Visões

Uma resposta para “Michael Moore – SiCKO

  1. Manuel Leão

    Mais uma verdade inconveniente.

    Eu já sabia que o sistema de saúde americano era mau. Mas, afinal, é muito pior: é chocante!

    A cena da mulher abandonada na rua já tinha visto, salvo erro, no programa “60 minutos”.

    Por cá, Eurico de Barros ficou com urticária e fez uma crítica demolidora no DN. Até lhe chamou “vendedor de banha da cobra”. E o que vende Eurico de Barros? O “sistema Mello”? Ou venderá seguros de saúde? Ou ambos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s