E o Al Ries errou feio. Mais uma vez.


Escrevi um post em julho de 2007, sobre um vídeo que vi no The Ries Report, o site do Al Ries, famoso pelo livro – Posicionamento. Para muitos é a bíblia da estratégia na propaganda.

O texto fala de uma quase previsão do Ries sobre o iPhone. Basicamente falando que o produto era um golpe de PR  e que ele não seria grande coisa. Isso porque ele é um produto convergente.

É aquela história do pato que sabe voar, nadar e andar, mas faz tudo isso pessimamente. Não se garante em nenhuma das três modalidades. Seria melhor só nadar ou voar bem.

Eu não dou palpite na criação de Deus. Principalmente nas que evoluíram e passaram pela seleção natural. Mas Al Ries deu. Engraçado assistir esse discurso quase três anos depois:

“O que é o iphone? É um aparelho de convergência, gente”.

“O iphone será um sucesso? Não”.

“A Apple ganhará dinheiro com o iphone? Não”.

Hoje tenho certeza que errou de novo.

iPhone começa a ultrapassar Windows Mobile em diversos mercados

Vendas de iPhone devem crescer 35% em 2010

46 % dos smartphones no Japão são da Apple…E por aí vai… Fora o mercado de aplicativo.

O outro erro? Extensão de linha e marca de produto. Ele era contra.

Hoje, segundo a Troiano, 77% dos produtos encontrados no Brasil, em business to consumer, são extensões de marcas já existentes. Nos EUA esse número chega a 95%.

Engraçado que em 2007, no próprio vídeo do iphone, ele cita e defende a extensão de linha falando da cerveja Coors. A defesa é que isso é divergência e não convergência de produto. Vai entender.

O que aprendemos com isso?

A – Quando temos opiniões e posições estamos correndo o risco de errar, é normal. Faz parte.

B – Duvidar de qualquer coisa que qualquer um fale. Mesmo quando essa pessoa é um guru que estudamos na faculdade.

C – O cara entende tudo de marketing, mas só funciona com ele mesmo. Ou seja, é um picareta.

D – Todas as anteriores

Eu tenho a minha resposta.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em * Visões, *Planejamento

2 Respostas para “E o Al Ries errou feio. Mais uma vez.

  1. Olá Miranda,

    Concordo com voce que devemos “duvidar de qualquer coisa que qualquer um fale. Mesmo quando essa pessoa é um guru que estudamos na faculdade”.

    De qualquer forma quero apontar duas questões, não devendo o Al Ries no caso do Iphone, mas no contexto geral do que ele defende:

    1 – Nem todos os produtos que tentam ser tudo para todos fazem sucesso. Pois correm o risco de confundir os usuários.

    2 – Nem todas as extenções de linha tentadas pelas marcas funcionam.

    É só isso, lembrando que não estou tentando explicar a previsão dele quanto ao Iphone, apenas dizendo que os dois conceitos não são tão revogaveis assim.

    Abraços e ótimo blog este seu, um dos poucos em português que valem a pena.

  2. Concordo com você nos dois pontos. No segundo, o perigo é ainda maior porque quando a extensão é feita no sentido errado, ela pode naufragar. Mas, pior do que isso, ela pode criar prejuízo na imagem da marca mãe.
    Gostei muito do seu blog também.
    Obrigado e abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s