A internet e o mundo Árabe (TED 2011: Wael Ghonim)


“Our revolution is like Wikipedia, okay? Everyone is contributing content, [but] you don’t know the names of the people contributing the content. This is exactly what happened. Revolution 2.0 in Egypt was exactly the same”.

“Everyone contributing small pieces, bits and pieces. We drew this whole picture of a revolution. And no one is the hero in that picture”.

Esse é o Wael Ghonim (وائل غنيم‎,) falando no TED. Wael é aquele diretor de marketing do Google no Oriente Médio, que se transformou numa espécie de símbolo e herói do movimento popular no Egito. Principalmente depois que ficou detido pela turma do Mubarak. Ele é um tipo de ativista virtual – criou uma página no próprio Facebook que ganhou muita relevância na rede chamada “Todos somos Khaled Said” – inspirada num blogueiro (chamado Khaled) que foi espancado até a morte por agentes do serviço secreto. O Google também agiu no caso: Criou uma forma de acesso ao Twitter pelo telefone quando o país estava sem internet.

Não tem como negar a importância da internet em tudo isso que está acontecendo no mundo árabe. Mas o fato é que quem realmente está fazendo essa revolução não é ela. A internet é apenas uma ferramenta poderosa nessa história toda. E como disse o Wael, as pessoas é que são as responsáveis por tudo isso. Elas é que são os verdadeiros agentes dessa história – não a internet. Porém uma ferramenta poderosa como essa, que não sofre nenhum tipo de interferência ou censura e que funciona diretamente people-to-people, possibilitou e aumentou ainda mais a chance de todos (ou ninguém) serem os heróis da história. Como o Wikipedia.

@Ghonim (que deixou também um recado para as nações do ocidente no seu Twitter –  “Vocês sabiam da opressão e não fizeram nada. Agora que conseguimos a liberdade, não venham nos dizer o que fazer. Agora não precisamos de vocês”).

Outra palestra sobre isso no TED: Wadah Khanfar: A historic moment in the Arab world (the head of Al Jazeera).

Vídeo Via: Wired

Anúncios

1 comentário

Arquivado em * Internet, * Tendências, *Tecnologia, *VaiVendo!

Uma resposta para “A internet e o mundo Árabe (TED 2011: Wael Ghonim)

  1. Não sei se gosto deste tal WG, 99% dos produtos que usamos aqui no Ocidente são MAde in China. Esse babalú não fez nada de bom para ninguém!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s